ULTIMAS NOTICIAS

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Pesquisa mostra Lula liderando disputa presidencial para 2018

Quinta-feira, 20 de outubro de 2016
Lula é o melhor presidente do Brasil, fez coisas boas para o povo, é injustiçado e perseguido. E, se for candidato em 2018, é o preferido da maioria dos brasileiros.
Essa é uma das principais conclusões da 5ª rodada da pesquisa CUT/Vox Populi, realizada depois do 1º turno das eleições municipais e, também, depois das manchetes que destacaram a decisão do Ministério Público do Paraná de tornar Lula réu por supostos crimes que os procuradores não conseguiram provar, mas têm convicção de que ele cometeu.
Cresceu para 34% o percentual dos brasileiros que pretendem votar em Lula para presidente, em 2018, na pesquisa estimulada de intenção de voto – em abril e junho, a intenção de voto em Lula era de 29%.
Se concorrer à presidência da República em 2018, Lula ganhará de Aécio Neves/PSDB (15%), Marina Silva/Rede (11%), Jair Bolsonaro/PP (7%) e Ciro Gomes/PDT (5%). Se o PSDB trocar Aécio por Geraldo Alckmin, Lula ganha também – 35% contra 12%. 17% não declararam em quem vão votar e entraram na coluna de ninguém/branco ou nulo. Outros 10% não souberam ou não quiseram responder.
Lula atinge 28% na pesquisa de voto espontâneo para presidente em 2018. Nessa modalidade em que não é apresentado nenhum nome para os entrevistados, Aécio tem 6%, Alckmin tem 3%; Marina, 3%; Fernando Henrique (PSDB), 2%; Joaquim Barbosa (sem partido), 2%; Ciro Gomes, 1%; Luciana Genro (PSOL) e Eduardo Jorge (PV), 0%. 12% declararam que não vão votar em ninguém/branco ou nulo. E 35% não sabem ou não responderam.
42% dos entrevistados disseram que Lula foi o melhor presidente do Brasil, 19% não sabem ou não responderam, 12% acham que nenhum foi bom, 9% citaram outros, 2% apontam José Sarney e Dilma Rousseff e 1% Itamar Franco.
Aumentou para 56% (em abril era 36%) o percentual de entrevistados que consideram que suas vidas melhoraram nos governos de Lula e Dilma. Para 28%, nem melhoraram nem pioraram e apenas 14% acham que  piorou. No Nordeste, o percentual dos que responderam que a vida melhorou é de 75%, no Centro-Oeste/Norte de 60%, no Sudeste 48% e no Sul 40%.
À pergunta sobre qual o “sentimento em relação a lideranças políticas”, 43% disseram que gostam de Lula, 36% não gostam e apenas 1% não soube ou não quis responder.
Os percentuais dos que não gostam de Temer (53%), Aécio (51%), Serra (43%)  e Alckmin (39%), em comparação aos percentuais dos que gostam, provam que a perseguição e as tentativas de destruir o legado de Lula como pessoa e como presidente não contaminaram o povo nem tampouco contribuíram para melhorar a imagem dos seus opositores. Apenas 13% declararam gostar de Temer, 17% de Aécio, 19% de Serra e 21% de Alckmin.
A avaliação de Lula como pessoa e como político é positiva para  43% dos entrevistados. No Nordeste, o índice sobe para 67%, no Centro Oeste/Norte a 48%, no Sudeste 33% e no Sul 21%.
30% dos brasileiros avaliaram Lula regular como pessoa e político,  25% negativo e 2% não sabem ou não responderam. No Nordeste, o percentual de negativo cai para 5%, regular 27% e apenas 1% não sabe ou não respondeu.
95% dos entrevistados ficaram sabendo que Lula foi indiciado pelos procuradores da Lava Jato.
Quanto à isenção dos procuradores, a pesquisa constatou que o Brasil está dividido. Para 41%, os procuradores sempre atacam Lula e os petistas, mas não fazem nada contra os políticos do PSDB e do governo Temer. Para 43%, esses procuradores são justos e tratam todos os políticos da mesma maneira. 16% não sabem ou não responderam.
65% consideraram errado o fato de os procuradores dizerem que não conseguiram provas de que Lula agiu de forma desonesta, mas que estavam convictos de que ele agiu errado. 29% acharam correto Lula ser acusado sem provas.
Para a maioria dos brasileiros, Lula acertou mais do que errou. Para 62% dos entrevistados, Lula cometeu erros, mas fez muito mais coisas certas pelo povo brasileiro e pelo Brasil. 31% acham que ele errou mais do que acertou.
A pesquisa foi realizada depois do resultado das eleições, entre os dias 9 e 13 de outubro. Foram entrevistadas 2 mil pessoas com idade superior a 16 anos do Distrito Federal e de todos os estados brasileiros, exceto Roraima, de todos os segmentos econômicos e demográficos em 116 municípios.


Brasil 247

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T