ULTIMAS NOTICIAS

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Palmeiras domina seleção do Brasileiro; Jesus é o craque e Bueno, revelação

Terça-feira, 13 de dezembro de 2016
Gabriel Jesus foi eleito o craque do Brasileirão (Foto: Ricardo Stuckert/CBF)
A CBF anunciou nesta segunda-feira (12), em cerimônia realizada na sede da entidade no Rio de Janeiro, a seleção do Campeonato Brasileiro. O craque do torneio Gabriel Jesus, enquanto a revelação foi Vitor Bueno. Mais cedo, o UOL Esporte já havia adiantado os vencedores da premiação.

Na escalação da seleção, o campeão Palmeiras contou com sete representantes, além do técnico Cuca: Jaílson (goleiro), Jean (lateral-direito), Yerri Mina (zagueiro), Tchê Tchê (meia), Moisés (meia), Dudu (meia) e Gabriel Jesus (atacante).

A premiação da seleção da CBF é feita com o voto de cerca de mil jornalistas. Vice-campeão brasileiro, o Santos não contou com nenhum representante na seleção do torneio. O único premiado do time foi o meia Vitor Bueno, revelação do campeonato.

A seleção do campeonato foi a seguinte: Jaílson (Palmeiras); Jean (Palmeiras), Pedro Geromel (Grêmio), Yerri Mina (Palmeiras) e Jorge (Flamengo); Tchê Tchê (Palmeiras), Moisés (Palmeiras), Diego (Flamengo) e Dudu (Palmeiras); Robinho (Atlético-MG) e Gabriel Jesus (Palmeiras).

"É um privilégio estar fazendo parte desse grupo seleto de jogadores. Isso motiva a continuar trabalhando e voltar no ano que vem", afirmou Geromel, ao "Sportv", na chegada à premiação.

Um dos responsáveis pela guinada do Botafogo na competição, que resultou na classificação para a Copa Libertadores, Jair Ventura foi o mais votado como treinador-revelação.

"Esperei minha oportunidade, ela aconteceu e eu não podia errar. A gente que é jovem, está começando, só tem uma chance e não pode errar", afirmou Ventura, sobre a chance que teve ao substituir Ricardo Gomes no comando do Botafogo.

Durante a premiação, o melhor trio de árbitros do Brasileirão foi anunciado: Raphael Claus e os assistentes Marcelo Van Gasse e Rogério Zanardo.

A cerimônia
A cerimônia teve início com uma homenagem à seleção brasileira olímpica, que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O escolhido para subir ao palco foi o técnico Rogério Micale, que recebeu uma medalha dourada – na competição, os técnicos ficaram de fora da premiação.

"Estava esperando por ela (medalha). Agradeço a todos que me presentearam. É uma honra e uma satisfação fazer parte dessa história do futebol brasileiro", afirmou Micale.

Na sequência, duas prêmios foram entregues: o de Fair-Play, ao Flamengo, pelo menor número de faltas no torneio, e a Guilherme Fonseca, o "Gui Fera", pela conquista do primeiro Campeonato Brasileiro de videogame.

A partir daí, teve início o anúncio da seleção do torneio. Os nomes foram saindo pelos setores do campo. Primeiro, Jailson, Jean, Pedro Geromel, Mina e Jorge subiram ao palco pelos prêmios da defesa.

Durante o anúncio dos vencedores, a premiação foi interrompida por dois prêmios de fora das quatro linhas: o de melhor trio de arbitragem e de técnico-revelação. Raphael Claus e os assistentes Marcelo Van Gasse e Rogério Zanardo venceram o primeiro; Jair Ventura, do Botafogo, faturou o segundo.

Depois disso, foi entregue o prêmio de revelação do Campeonato Brasileiro. Único representante do Santos na premiação, Vitor Bueno foi o escolhido.

Foram anunciados, então, os melhores meias do campeonato: Tchê Tchê (Palmeiras), Moisés (Palmeiras), Diego (Flamengo) e Dudu (Palmeiras). E o gol mais bonito do torneio foi o de Zé Roberto, do Palmeiras, contra o Santa Cruz.

Os artilheiros do Brasileirão também foram homenageados. Com 14 gols, Diego Souza (Sport), William Pottker (Ponte Preta) e Fred (Atlético-MG) foram os vencedores. Apenas o jogador do time paulista, no entanto, pôde comparecer à cerimônia.

Para completar a seleção, os atacantes foram revelados: Robinho (Atlético-MG) e Gabriel Jesus (Palmeiras). Na sequência, o atacante palmeirense ainda recebeu o prêmio de

"Craque da Galera".
Homenagens à Chapecoense
Na parte final da cerimônia teve início uma pequena homenagem à Chapecoense. Primeiro, o goleiro Danilo, uma das vítimas, foi nomeado o "Craque da Galera". A mãe do arqueiro, Ilaídes Padilha, subiu ao palco para receber o troféu em nome do filho.

Depois disso, um vídeo com as fotos das 71 vítimas apareceu no telão da cerimônia, como uma última homenagem à Chapecoense e aos membros da imprensa que morreram no acidente em Medellín, na Colômbia.

Confira todos os prêmios da noite:
Seleção: Jaílson (Palmeiras); Jean (Palmeiras), Pedro Geromel (Grêmio), Yerri Mina (Palmeiras) e Jorge (Flamengo); Tchê Tchê (Palmeiras), Moisés (Palmeiras), Diego (Flamengo) e Dudu (Palmeiras); Robinho (Atlético-MG) e Gabriel Jesus (Palmeiras).

Craque: Gabriel Jesus

Melhor técnico: Cuca

Revelação: Vitor Bueno (Santos)

Craque da Galera: Danilo (Chapecoense)

Gol mais bonito: Zé Roberto (Palmeiras), contra o Santa Cruz

Trio de arbitragem: Raphael Claus e os assistentes Marcelo Van Gasse e Rogério Zanardo



UOL esportehttp://t.dynad.net/pc/?dc=5550001892;ord=1481626124470

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T