ULTIMAS NOTICIAS

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Especialistas dizem que casais felizes transam pelo menos 11 vezes por mês

Segunda-feira, 06 de fevereiro de 2017
Quem diz que uma vez por semana é suficiente, que a coisa mais importante num relacionamento não é o sexo e que sexo e dinheiro não trazem felicidade, está redondamente enganado!

Deixando o blá blá blá de lado, a sexualidade é uma parte muito importante do relacionamento e é crucial para o seu bom funcionamento.

Especialistas afirmam que fazer mais sexo não nos torna mais felizes e que uma vez por semana é suficiente, mas um estudo feito com mais de 400 mulheres casadas, revela uma realidade totalmente oposta.

Como não há novas informações a esse respeito, melhor experimentar, não acham?
O exemplo a seguir? Channing Tatum e sua esposa, Jenna Dewan, fazem sexo todos os dias. (Foto: Getty Images)
A psicoterapeuta M. Gary Neuman, autora do estudo, trabalhou com mulheres casadas felizes e infelizes, descobrindo que aquelas que tinham casamentos infelizes faziam sexo apenas 3 ou4 vezes por mês, enquanto as mais felizes chegavam até 11 relações mensais.

Contra todas as probabilidades, parece que as mulheres valorizam mais a frequência sexual do que a satisfação em cada relação. Ou talvez um aumento na quantidade de relações torne estatisticamente mais fácil ter um orgasmo. Talvez seja esse o motivo.

Esses dados parecem ter uma explicação muito mais profunda do que uma ambição excessiva, insatisfação ou frivolidades em geral.

As mulheres satisfeitas com a frequência sexual do casal também relatam ser mais felizes com o comprometimento de seus parceiros. Ou seja, sempre encontrar tempo para passar com seu amor, também soma vários pontos.
Se o importante é a quantidade, melhor não perder nenhuma oportunidade! (Foto: D.R)
Parece que o importante é estar sempre em campo, marcando ou não gols. Isso é ainda mais valorizado em relacionamentos que já passaram de dois anos de duração. Quando essa barreira é quebrada, a paixão diminui, bem como a espontaneidade das relações sexuais. Sendo assim, atingir a marca de 11 relações por mês é uma conquista e tanto.

Depois de dois anos, o casal já se conhece melhor, já possui códigos de conduta e um modus operandi para o sexo. Afinal, tudo sempre acontece no mesmo local e, em muitos casos, do mesmo jeito. Parte da paixão inicial se perde, mas um relacionamento requer esforço de ambas as partes para manter a chama acesa e evitar a diminuição das relações sexuais.

O problema é que as obrigações diárias podem tirar o desejo de um casal, já que ocupam nossas mentes e diminuem a libido, tirando gradualmente o romantismo da relação.

A praticidade em excesso pode fazer as pessoas esquecerem de que encontraram aquela pessoa especial. Para manter o relacionamento funcionando, é importante não se acomodar.

As pessoas estão sempre sobrecarregadas por dívidas, filhos, tarefas domésticas, e tudo isso pode nos distrair de algo essencial: o sexo.

O sexo é um remédio para a alma e a forma mais bonita de se conectar com seu parceiro, comunicando suas necessidades e desejos. Já se esqueceu da sensação que vem após uma boa tarde de sexo? Manter essa quantidade de relações sexuais por mês é um grande desafio, mas não é impossível.

E então? Vai entrar nessa?



Mônica De Haro
Yahoo Vida Y Estilo

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T