ULTIMAS NOTICIAS

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Saiba como tratar e prevenir a osteoporose

Terça-feira, 14 de novembro de 2017
A osteoporose age nos ossos, tornando-os frágeis, porosos e sensíveis
Créditos: reprodução pixabay.com
Doença silenciosa que acomete mais de 10 milhões de brasileiros, segundo dados do Ministério da Saúde, a osteoporose é uma enfermidade bastante comum. A prevenção ajuda a diminuir o risco de sua ocorrência, e, nos casos já diagnosticados, o tratamento auxilia na melhora da qualidade de vida do paciente.

Conforme levantamento feito pela Organização Mundial de Saúde (OMS), 13% a 18% das mulheres e 3% a 6% dos homens acima de 50 anos, em todo o mundo, são portadores de osteoporose.

Como prevenir
A osteoporose age nos ossos, tornando-os frágeis, porosos e sensíveis. Essa condição acarreta em maior facilidade de fraturas, e, quando estas ocorrem, maior gravidade e maior dificuldade na recuperação. Como sua prevalência é nos indivíduos da terceira idade, as consequências acabam sendo muito mais sérias.

Uma alimentação saudável, com muitos vegetais e derivados do leite, a hidratação adequada do organismo, a exposição segura ao sol (que estimula o metabolismo da vitamina D, essencial para a fixação do cálcio nos ossos), a prática de atividades físicas e a redução ou eliminação do consumo de álcool são fatores que reduzem de forma importante a possibilidade de ocorrência da doença.

Também é importante visitar regularmente o clínico geral. Os check-ups rotineiros ajudam a detectar e tratar precocemente alterações hormonais e outras irregularidades no organismo que podem estimular o surgimento da osteoporose.

Como tratar
A osteoporose não tem cura, mas o tratamento da doença permite uma melhora sensível na qualidade de vida do paciente e a redução do risco de fraturas.

A mudança no estilo de vida do paciente, conforme a orientação do médico que acompanha o quadro, é essencial. Perda de peso, ajustes na alimentação, redução do álcool, eliminação do tabagismo, prática de alguns tipos de exercícios - que devem ser indicados pelo especialista, e o uso de suplementos de cálcio e de vitamina D são essenciais para controle do quadro clínico.

Além disso, o uso de calçados e palmilhas que eliminem a sobrecarga nos membros inferiores é importante.

Silenciosa, a doença tende a apresentar sintomas apenas suas fases mais avançadas. Entre o sinais estão as dores ósseas, facilidade em fraturar ossos e redução da estatura. Caso perceba esses sintomas, procure o médico para diagnóstico e tratamento adequados.



WSCOM com Assessoria

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T