ULTIMAS NOTICIAS

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Flamengo ganha da Católica e continua 100% no Maracanã

Quinta-feira, 04 de maio de 2017
Equipe carioca chegou a enfrentar dificuldades depois que adversário empatou 1 a 1.
Rodinei entrou e marcou o primeiro (Foto: Gilvan de Souza/Divulgação/CR Flamengo)
O Flamengo derrotou a Universidad Católica por 3 a 1, nesta quarta-feira (3), no estádio do Maracanã, no Rio, e reassumiu a liderança do Grupo 4 da Copa Libertadores. Na outra partida, o Atlético Paranaense perdeu em casa para o San Lorenzo por 3 a 0. Faltando uma rodada para o fim desta fase, o time carioca soma 9 pontos, seguido por argentinos e paranaenses, com 7, e chilenos com 5.

Ainda não há nenhum clube garantido na próxima fase nem desclassificado. A rodada final, no próximo dia 17, vai definir os dois classificados deste grupo para as oitavas de final: o Flamengo enfrentará o San Lorenzo na Argentina e o Atlético Paranaense vai jogar no Chile contra a Universidad Católica.

A vitória flamenguista só foi construída no segundo tempo. O técnico Zé Ricardo mostrou ser pé quente: no intervalo trocou Mancuello por Rodinei e logo aos cinco minutos o flamenguista abriu o placar, aproveitando o rebote de uma falta cobrada por Guerrero. Embora os cariocas dominassem o jogo, os chilenos empataram aos 22 com Santiago Silva, que conseguiu cabecear em meio a dois atletas rubro-negros. Em seguida, dois peruanos tiraram o Flamengo do sufoco: aos 28 Guerrero finalmente fez o seu gol, após 11 finalizações na partida, e aos 41 Trauco ampliou para 3 a 1.

O jogo
No primeiro tempo não faltaram oportunidades para o Flamengo, mas o clube carioca desperdiçou todas. A melhor chance porém, foi da Universidad Católica, aos 18 minutos: Maripán deu belo passe para Fuenzalida, a defesa rubro-negra parou tentando fazer uma linha de impedimento, que não deu certo, e o chileno ficou sozinho e em posição legal diante de Alex Muralha. Para sorte dos brasileiros, ele chutou para fora, à direita do gol.

Três minutos depois o Flamengo deu o troco. Guerrero recebeu de Willian Arão e também ficou cara a cara com Toselli, mas chutou em cima do goleiro chileno.

A sequência de oportunidades alternadas continuou. Aos 33 minutos, mais uma chance da Universidad Católica. Noir recebeu na esquerda e chutou para o gol. A bola quicou na frente de Alex Muralha, que espalmou para o lado. A bola sobrou para Buonanotte que cruzou para a área. Santiago Silva disputou no alto com Réver e, para alívio dos flamenguistas, o árbitro marcou falta do chileno.

Na segunda etapa, o Flamengo parecia mais organizado, principalmente após o primeiro gol, mas a Universidad Católica conseguiu reagir e empatar, aproveitando uma falha da defesa rubro-negra. Então Guerrero finalmente desencantou - em grande fase, o atacante peruano havia sido o autor de todas as nove finalizações do Flamengo durante o primeiro tempo, sem sucesso. Em sua terceira conclusão para o gol, aos 28 minutos, Guerrero recebeu na direita e chutou no canto de Toselli.

O jogo seguiu nervoso e os chilenos tiveram oportunidades para empatar, mas não conseguiram. O Flamengo também perdeu oportunidades e só conseguir ampliar a 4 minutos do fim da partida: Trauco recebeu na esquerda e tentou chutar, mas a bola bateu na zaga e voltou para ele. O peruano então ganhou a dividida com Magnasco, trombou com Maripán e bateu de direita na saída de Toselli.

Antes da rodada decisiva da Libertadores, os dois clubes vão decidir os seus Estaduais. No Campeonato Carioca, o Flamengo está em vantagem após vencer o Fluminense na primeira partida por 1 a 0. No Campeonato Paranaense, o Atlético perdeu em casa para o Coritiba por 3 a 0 e tentará reverter a vantagem na casa do adversário.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 x 1 UNIVERSIDAD CATÓLICA
FLAMENGO
Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Márcio Araújo, William Arão, Mancuello (Rodinei) e Gabriel (Renê); Paolo Guerrero e Everton (Cuéllar). Técnico: Zé Ricardo.

UNIVERSIDAD CATÓLICA
Toselli; Juan Espinoza, Cristián Álvarez (Magnasco), Maripán e Parot; Fuentes (Carlos Espinosa), Kalinski (Roberto Gutiérrez), Buonanotte e Fuenzalida; Santiago Silva e Noir. Técnico: Mario Salas.

GOLS
Rodinei, aos 5, Santiago Silva, aos 22, Guerrero, aos 28, e Trauco, aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS
Pará e Réver (Flamengo), Maripán, Juan Espinoza e Cristián Álvarez (Universidad Católica).

ÁRBITRO
Victor Carrillo (Fifa/Peru).

RENDA
R$ 3.314.405,00.

PÚBLICO
54.555 pagantes (60.989 no total).

LOCAL
Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).



Da Estadão Conteúdo

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T