ULTIMAS NOTICIAS

POLITICA

ESPORTES

Mais Noticias

quarta-feira, 29 de março de 2017

Nota de falecimento: faleceu seu Luiz Anísio Clementino, o mesmo era pai do vereador Raminho Anísio

Quarta-feira, 29 de março de 2017
Acabamos de receber em nossa redação, através da amiga Claudilene Paiva que é prima da esposa (viúva), a informação sobre o falecimento do senhor Luiz Anísio Clementino. Ele faleceu ontem, (28).

O senhor Luiz Anísio Clementino morava no sítio Riachão dos Coelhos, zona rural de Caldas Brandão, cidade do agreste paraibano.

Seu Luiz Anísio, como era conhecido tinha 88 anos e era bastante conhecido no município. Dos 11 filhos dele, um é, Severino Anísio, conhecido por Raminho Anísio que é vereador em nosso município por diversos mandatos. 

O corpo de seu Luiz Anísio foi velado em sua residência, e às 16:00 horas de ontem, (28), foi sepultado no cemitério local do Cajá.

A família enlutada agradece a todos que compareceram ao sepultamento

Nós que fazemos o Portal Continental damos nossos votos de pesar aos familiares nesse momento de luto.
Seu Luiz Anísio. Foto extraída do Facebook de Claudilene Paiva 



Portal Continental

Ricardo Coutinho anuncia pagamento dos servidores do estado pra março de 2017

Quarta-feira, 29 de março de 2017
O governador Ricardo Coutinho anunciou na última segunda-feira (29), em seu programa de rádio semanal chamado 'Fala Governador', o pagamento dos servidores do estado da Paraíba para o mês de março do ano corrente.

Na quinta-feira, (30), recebem os aposentados e pensionistas, já na sexta-feira, (31), recebem os demais servidores da ativa da pasta direta e indireta.

Com o pagamento da folha de março, R$ 335 milhões entrarão na economia paraibana. 

Mesmo diante das dificuldades que assolam todos os estados do Brasil, inclusive a Paraíba, o governador Ricardo Coutinho destacou o compromisso do governo do estado em pagar os servidores dentro do mês trabalhado.



Portal Continental

A Seleção voltou! Brasil joga bem de novo, vence o Paraguai e vai à Copa

Quarta-feira, 29 de março de 2017
Com gols de Coutinho, Neymar e Marcelo, equipe canarinho chega a nove vitórias consecutivas sob o comando de Tite - oito pelas Eliminatórias para a Copa da Rússia
Como virou rotina nos últimos jogos da Seleção, as mais de 44 mil pessoas que foram à Arena Corinthians para assistir a vitória por 3 a 0 sobre o Paraguai na noite desta terça-feira cantaram que o "campeão voltou". O Brasil sob o comando de Tite ainda não ganhou título algum, mas já está classificada para a Copa do Mundo. Muitas coisas voltaram: o respeito, a admiração, o bom futebol...

Neymar também voltou. A usar a tarja de capitão, a balançar as redes e também a perder um pênalti, o que não apagou a sua boa atuação. O atacante, artilheiro da era Tite com seis gols, nunca havia marcado sobre o Paraguai. Foi 52º tento com a amarelinha, deixando-o só a três de Romário, quarto maior goleador da Seleção. A diferença poderia ser até menor se ele não tivesse tido gol bem anulado, por impedimento.

Mas foi-se o tempo da Neymardependência. Philippe Coutinho e Marcelo também marcaram para a equipe canarinho, que teve um jogo controlado, embora não tão fácil quando o placar faz parecer.

A nona vitória consecutiva sob o comando de Tite (oito pelas Eliminatórias) foi construída sem afobação, com muita posse de bola, troca de passes e extrema solidez defensiva. O Paraguai se defendeu bem, picou o jogo com faltas, mas não encontrou espaço nem inspiração para furar a boa marcação brasileira.

A torcida que lotou o estádio em Itaquera não foi das mais eufóricas, mas mostrou reconhecimento por um dos maiores responsáveis pela "volta" da Seleção. O coro de "olê, olê, olê, Tite, Tite" foi entoado antes, durante e depois da partida.

Líder das Eliminatórias, o Brasil só jogará novamente pela competição em 31 de agosto, quando enfrentará o Equador. O caminho até a Rússia já está pavimentado, com 34 pontos em 14 rodadas - a derrota do Uruguai por 2 a 1 para o Peru, depois do jogo da Seleção, garantiu a vaga na Copa. Só no fim dele saberemos se, de fato, o (penta) campeão voltou.

FICHA TÉCNICA
BRASIL 3 x 0 PARAGUAI
Data/Horário: 28/3/2017, terça-feira, às 21h45
Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)
Árbitro: Victor Carrillo (PER)
Assistentes: Jonny Bossio (PER) e Coty Carrrera (PER)
Renda e público: 44.378 pagantes / R$ 12.323.925,00
Cartões amarelos: Valdez, Rojas, Domínguez (PAR)
Cartões vermelhos: -
Gols: Philippe Coutinho, aos 33'/1ºT (1-0); Neymar, aos 18'/2ºT (2-0); Marcelo, aos 40'/2ºT (3-0)
BRASIL: Alisson, Fagner, Marquinhos (Thiago Silva - Intervalo), Miranda e Marcelo; Casemiro; Philippe Coutinho (Willian - 43'/2ºT), Paulinho, Renato Augusto e Neymar; Roberto Firmino (Diego Souza - 43'/2ºT). Técnico: Tite.

PARAGUAI: Antony Silva, Valdez, Paulo da Silva, Verón e Alonso; Riveros e Rojas; Pérez, Almirón (Óscar Romero - Intervalo) e Domínguez (Ángel Romero - 31'/2ºT); Derlis González (Santander - 10'/2ºT). Técnico: Chiqui Arce.



Bruno Cassucci/Portal Lance

Senador Raimundo Lira descarta candidatura ao Governo do Estado em 2018

Quarta-feira, 29 de março de 2017
Em entrevista ao Portal ClickPB, na manhã desta segunda-feira (27), o Senador Raimundo Lira destacou que o PMDB lutará para ter candidatura própria em 2018, mas seu nome não está à disposição para uma possível candidatura.

Na oportunidade, Lira também ressaltou que decidiu pleitear a reeleição para mais um mandato como Senador em 2018.

O parlamentar ainda lembrou que há possibilidade do Senador José Maranhão, ser candidato ao Governo do Estado e pretende apoiar o nome do presidente do Diretório Estadual.



ClickPB

160 mil já perderam a carteira de motorista no País

Quarta-feira, 29 de março de 2017
Mais de 160 mil carteiras de habilitação foram recolhidas em todo país, só nos dois primeiros meses deste ano. O dado é do Registro Nacional de Condutores Habilitados do Denatran, o Departamento Nacional de Trânsito.

São Paulo foi o estado que apresentou mais casos: cerca de 100 mil. Em seguida vem o Paraná, com 20 mil, Rio de Janeiro com 14 mil e Espírito Santo com 5400.

Os principais motivos para a perda dessas habilitações foram dois:  Atingir 20 pontos na CNH em menos de um ano, e ser flagrado alcoolizado ao volante.

Eduardo Biavati, especialista em educação e segurança no trânsito, explica que a sensação de impunidade faz com que muitos motoristas arrisquem e abusem nas vias. 



Felipe Freitas / Redação Ativa FM – Via: Mais News

terça-feira, 28 de março de 2017

Monges chineses se automumificavam para virarem Buda

Terça-feira, 28 de março de 2017
Foto: World Museum de Roterdã
Você provavelmente já ouviu falar das múmias do Antigo Egito, de como os corpos de membros importantes da sociedade eram preservados, e sobre a importância cultural e simbólica da prática. As múmias se tornaram interesse de historiadores e cientistas ainda no início dos anos 1900, pela possibilidade de trazer informações sobre estilo de vida, costumes e tradições do passado. Em meados do século 10, um ritual ainda mais impressionante foi registrado entre monges na China. Eles não só cultivavam a preservação do corpo após a morte, como se automumificavam.

Isso mesmo, o processo começava ainda em vida, com o objetivo de transcendência espiritual através da automumificação. No Antigo Egito, a mumificação tinha início após a morte de um ente representativo na sociedade. Todo o líquido do organismo era removido e o corpo era coberto por uma espécie de resina. A prática espiritual incluía a construção de sarcófagos e tumbas para armazenar as múmias. Mas os monges Sokunshinbutsu criaram um método que é reverenciado até hoje pela dedicação e abdicação que envolve. Eles induziam o corpo ao óbito para se tornarem múmias.

Acredita-se que a automumificação tenha começado entre monges chineses, porém o procedimento ficou famoso mesmo no nordeste do Japão. Na primeira fase, monges faziam uma dieta restrita a nozes e castanhas durante 1 mil dias, quando perdiam quase toda gordura corporal. Eles, então, ingeriam uma série de raízes e ervas indutoras ao vômito para perder fluídos. Na última etapa, os monges se trancavam em câmaras com uma pequena passagem de ar e um sino. Eles tocavam o sino enquanto vivos e quando paravam de tocar a câmara era selada.

Após três anos, a câmara era reaberta e se o corpo estivesse em boa conservação, o monge era levado para um santuário. O corpo deveria estar na posição de lótus e o monge que conseguisse enfrentar a automumificação com sucesso seria venerado pelos demais e considerado um verdadeiro Buda. Monges da região de Yamagatta, no Japão, aderiram ao ritual transmitido pelos ensinamentos da escola Shingon. No entanto, a automumifucação foi proibida no país no século 18.

Em 2015, cientistas holandeses encontraram um monge chinês mumificado dentro de uma estátua de Buda, sentado na posição de lótus. Acredita-se que a múmia seja do século 11 ou 12. Não há órgãos no corpo do monge. A estátua está exposta no museu de Roterdã e, segundo o curador da exposição Erik Bruijin, o corpo seria do mestre budista Liunqan, da Escola Chinesa de Meditação.

Monges italianos se mumificaram usando a desidratação do corpo e cobrindo a pele com cerâmica entre os séculos 16 e 17. Capuchin Catacomb, em Palermo, na Itália, soma mais de oito mil múmias, incluindo ricos e famosos da época, e é a maior coleção de múmias do mundo. O local é uma atração turística que resgata costumes, roupas e tradições da sociedade de Palermo nos séculos passados.

Múmia mais antigas do mundo
A descoberta de como “fazer uma múmia”, no entanto, de acordo com pesquisadores, aconteceu ao norte do Chile, em uma região seca e desértica, com solo arenoso. As múmias de Chinchurro, descobertas em escavações nos anos 1980, são as mais antigas já encontradas no mundo. Pesquisadores acreditam que os corpos foram enterrados pelo menos dois mil anos antes do início da mumificação no Antigo Egito.

As múmias de Chinchurro tinham todos os tecidos moles e sangue retirados e a pele preenchida com matéria vegetal, como ervas, cinzas e tecido animal. O esqueleto era reforçado com pedaços de madeira e os corpos eram cobertos com argila. Mudanças climáticas e o aumento da umidade na região têm degradado as múmias.



Yahoo Notícias

Mulher encontra criatura bizarra que parece cobra de duas cabeças no quintal

Terça-feira, 28 de março de 2017
Um animal não identificado foi encontrado pela argentina Lujan Eroles no quintal da casa dela, em Santa Fé. Ela fotografou, postou no Facebook e a publicação alcançou mais de 6 mil curtidas, além de 1,5 mil compartilhamentos.

Eroles explicou que o animal mede cerca de 10 centímetros e que todos na casa dela acharam que se tratavam de um mutante. Ela ainda afirmou que os olhos eram especialmente assustadores.
“Nunca tinha visto nada parecido. Parecia uma cobra e os olhos eram bem estranhos”, comentou a mulher.

Com o post viralizado, muitas pessoas deram versões sobre a origem o animal. Alguns usuários, inclusive brasileiros, afirmaram ser um pokémon.

Depois de pesquisar, a própria mulher descobriu que trata-se de uma lagarta.

“Ela estava no meu quintal se alimentando e se camuflou como cobra para fugir de predadores”, afirmou na postagem.

Outro usuário postou uma foto até da suposta transformação da lagarta em mariposa.



Yahoo Notícias

Sósia de Marcela Temer posa sensual e pede: 'Reforma política urgente'

Terça-feira, 28 de março de 2017
Vanessinha Vailatti diz que toparia posar nua, mas que ainda não ofereceram o cachê que ela busca: 'Queria pelo menos uns R$ 50 mil.'
Vanessinha Vaillati, sósia de Marcel Temer (Foto: Dalazen Jr/ LS Produções e Assessoria/ Divulgação)
Vanessinha Vailatti, conhecida por ser sósia de Marcela Temer, caprichou nas caras e bocas para um ensaio fotográfico de maiô cavado em uma praia. A loira cheia de curvas, que no beijou muito no Carnaval de Salvador, mas reclamou que a "crise" atingiu os homens, falou ao EGO sobre o momento atual da política no Brasil. Ela acredita que o país precisa de uma reforma política séria.

"O Brasil está longe de ser um país de primeiro mundo. Temos que melhorar e muito. É lamentável que ainda existam governantes que tiram proveito dos seus privilégios e que usam isso para ganhar coisas pro seu próprio bem. Precisamos de uma reforma política urgente", diz ela, relembrando a mensagem do presidente Michel Temer no Dia Internacional da Mulher: "Só deixou mais claro o machismo que vivemos. A mensagem mostrou que nós mulheres infelizmente temos muito que lutar para conquistar o nosso espaço."

E, por falar em "crise" no Brasil, Vanessinha lamenta que ainda não recebeu um cachê esperado para posar completamente nua. Ela, que diz já ter sido procurada por algumas revistas masculinas, revela: "Queria pelo menos uns R$ 50 mil, mas não me ofereceram nem metade disso."

Sobre sua inspiração na primeira-dama, Vanessinha diz que aposta no mesmo estilo de Marcela Temer para se vestir no dia a dia. "Além de modelo, também trabalho como corretora de imóveis e, quando vou apresentar algum apartamentos para meus clientes, vou mesmo no estilo Marcela Temer de se vestir. Aí fico mais parecida com ela mesmo", conta a gata.

Mais fotos de Vanessinha Vaillati, sósia de Marcel Temer são de ( Dalazen Jr/ LS Produções e Assessoria/ Divulgação):







Lucas Pasin
Do EGO, no Rio

segunda-feira, 27 de março de 2017

New York Times diz que o Brasil se tornará um país de pobres e miseráveis com Temer e PSDB

Terça-feira, 27 de março de 2017
O jornal norte-americano The New York Times critica a “desigualdade” nas reformas fiscais em curso no Brasil. Em reportagem publicada na sexta-feira, 3, o jornal relata que, enquanto os trabalhadores terão benefícios cortados, juízes e políticos têm aumentos de salários e cita que o Congresso, “em vias de aprovar uma reforma previdenciária”, agora está permitindo que seus membros obtenham pensão vitalícia depois de apenas dois anos.

O texto lembra que Michel Temer defende o corte de gastos, mas não ajudou a sua popularidade realizar um “banquete pago com dinheiro de contribuintes” para persuadir os deputados a aprovarem suas reformas. Para o NYT, embora alguns sinais de recuperação econômica tenham surgido, a situação do povo nas ruas “conta uma história diferente”.

A partir do depoimento de personagens, o jornal afirma que o governo defende que todos precisam aderir ao programa de austeridade, mas sua postura indica que “a pressão é sobre os menos favorecidos”. Menciona que uma das principais “conquistas” do governo Temer – a aprovação de um teto para os gastos públicos – é também um dos seus calcanhares de Aquiles.

“O sistema tem tudo para aumentar a desigualdade, mas Temer está minimizando a ideia de que o Brasil precisa de uma reforma no estilo grego”, comenta Pedro Paulo Zahluth Bastos, economista da Unicamp. A falta de cobrança de impostos sobre os rendimentos de proprietários de ações também é citada como um dos pontos críticos.

A reportagem do correspondente Simon Romero também cita a situação financeira do Rio de Janeiro, que é vista como um “case” da seriedade do problema no Brasil. Em função do descontentamento da população, completa o jornal, políticos ultraconservadores como Jair Bolsonaro vem ganhando espaço no País.



Portal Falando verdades

Mãe mata filha de 4 anos com facada no coração

Terça-feira, 27 de março de 2017
Uma menina de apenas 4 anos foi morta a facada pela própria mãe no município de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, na manhã deste domingo, 26. O bairro Mathias Velho, onde o crime aconteceu, é intitulado pelas autoridades de segurança pública como "Território da Paz".

De acordo com o delegado Valeriano Garcia Neto, da Delegacia de Homicídios de Canoas, o pai havia saído de casa pela manhã e, quando retornou, encontrou a filha morta com uma faca no peito. A mãe, identificada como Neila dos Santos Fagundes, de 30 anos, foi detida em flagrante e, segundo a polícia, não teria mostrado arrependimento pelo crime durante o interrogatório.

A menina, Clarice dos Santos Fagundes, foi socorrida e encaminhada para o Hospital de
Pronto Socorro de Canoas (HPSC), mas não resistiu aos ferimentos.

A mãe também foi conduzida à instituição de saúde, onde permaneceu sob cuidados médicos e escolta de policiais militares até a noite deste domingo. Os motivos do crime ainda não foram esclarecidos.



Estadão

Medalha de ouro de 100 kg é roubada de museu em Berlim

Terça-feira, 27 de março de 2017

(Arquivo) Uma medalha de ouro de 100 quilos avaliada em 3,7 milhões de euros (4 milhões de dólares) foi roubada nesta segunda-feira do Museu Bode, no centro de Berlim - dpa/AFP/Arquivos

Uma medalha de ouro de 100 quilos avaliada em 3,7 milhões de euros (4 milhões de dólares) foi roubada nesta segunda-feira do Museu Bode, no centro de Berlim, anunciou a polícia.

Segundo os meios de comunicação alemães, trata-se da peça “Big Maple Leaf” (grande folha de bordo), uma medalha comemorativa cunhada pela Casa da Moeda Real canadense em 2007.

A peça, sobre a qual figura um retrato da rainha Elizabeth II da Inglaterra, mede 53 cm de diâmetro e 3 cm de grossura.

Os ladrões utilizaram uma escada sobre uma ferrovia situada ao lado do museu e entraram às 03h30 locais (22h30 de Brasília) no edifício, detalha a polícia local no Twitter.

O tráfego das linhas de trens da periferia berlinense foi interrompido nesta segunda-feira para permitir que os investigadores recolham os primeiros indícios.

O Museu Bode, conhecido por suas esculturas e seu “gabinete de medalhas”, está situado em pleno centro da capital alemã, na “ilha dos museus”, núcleo cultural da antiga Berlim oriental, incluído no patrimônio mundial da Unesco desde 1999.



Terra

Veja como sem-teto superou 9 overdoses de heroína e se transformou em magnata do suco

Terça-feira, 27 de março de 2017
Enquanto Khalil Rafati sofria sua nona overdose por uso de heroína, paramédicos tentavam freneticamente salvá-lo da morte.

Viciado em drogas que dormia nas ruas de Los Angeles, nos Estados Unidos, ele conseguiu recobrar a consciência depois que a equipe médica usou um desfibrilador - aparelho que gera uma descarga elétrica no coração para interromper uma parada cardíaca.

O episódio aconteceu em 2003, quando Rafati tinha 33 anos. Também dependente de cocaína, ele pesava 49 kg. Sua pele estava coberta de úlceras.

"Fui preso mais vezes do que consigo lembrar (por crimes relacionados a drogas)", diz. "Eu estava completamente confuso… sentia sempre muita dor, não conseguia dormir."

Embora tenha tentado se livrar das drogas antes disso, Rafati conta que apenas depois de sua nona overdose percebeu que precisava mudar de vida - caso contrário, morreria.

Ele então passou quatro meses em um centro de reabilitação - e está "limpo" desde então.
E Rafati não apenas se afastou das drogas, mas também se tornou um empresário de sucesso.

O ex-dependente químico enveredou-se pelo ramo de comida saudável: criou a marca Sunlife Organics, sediada na Califórnia, e, por causa dela, ficou milionário.

As receitas anuais superiores a US$ 6 milhões (R$ 18,7 milhões) vêm das seis lojas físicas - que vendem de sucos a cafés, além da linha de roupas da empresa - e do site. Rafati planeja ainda levar a companhia a outros 16 Estados americanos e ao Japão.

Hoje, aos 46 anos, está acostumado a viajar em um jato privado. Para isso, porém, foi necessário pavimentar um longo caminho desde os dias em que dormia nas ruas.

Infância problemática
A história de Rafati daria um filme de Hollywood.
Nascido em Ohio, no meio-oeste americano, ele é filho de uma mãe judia polonesa e um pai muçulmano.

Com uma infância problemática, acabou saindo da escola sem nenhuma qualificação e acabou preso por vandalismo e roubo.

Em 1992, aos 21 anos, ele se mudou para Los Angeles com o sonho de se tornar uma estrela do cinema.

Enquanto sua carreira não decolava, Rafati começou a tocar em bandas locais e conseguiu viver confortavelmente ao lavar carros de estrelas de Hollywood como Elizabeth Taylor e Jeff Bridges, além do guitarrista do Guns N' Roses Slash.



G1

Maranhão não confirma aliança com PSD em 2018: "PMDB não tem aliança formal com quem quer que seja”

Terça-feira, 27 de março de 2017
Apesar de o PMDB integrar o Governo do PSD, à frente da prefeitura de João Pessoa, o senador José Maranhão (PMDB), que preside a executiva estadual da sigla na Paraíba, não deu garantias sobre uma possível reedição da dobradinha com o PSD, dessa vez, para as eleições estaduais.

Segundo Maranhão o PMDB, até agora, não tem aliança formal com vistas a 2018 com nenhuma agremiação, incluindo o PSD. Indagado se seria o fim da aliança com o partido de Rômulo e Cartaxo, o senador mandou o recado.

“Eu acho que nem é o começo nem é o fim. O PMDB não tem uma aliança formal com quem quer que seja. O PMDB está participando do governo de Luciano Cartaxo e não está participando mais no governo de Ricardo, porque Ricardo quis impor condições que o PMDB não pode aceitar”, disse.

Indagado sobre a presença de Ana Cláudia Vital do Rêgo no Governo do Estado, Maranhão ressaltou que é o PMDB, como partido, que não mais integra o Governo Ricardo.

“Se nós internamente temos a nossa democracia temos que preservá-la na relação com os outros partidos. O PMDB é um partido que tem história, que tem um trabalho feito pela população e não pode alienar suas posições. Nós não vamos abrir mão da democracia”, arrematou.

As declarações do senador Maranhão foram dadas à imprensa, nesta segunda-feira (27), logo após a reunião da executiva do PMDB, em João Pessoa. Na ocasião Maranhão ainda aproveitou para se colocar à disposição da sigla para disputar o Governo do Estado, nas eleições do ano que vem.

A tese que prevalece, por enquanto, é a da candidatura própria e eventuais alianças apenas em um segundo turno do pleito.



PB Agora

'Ceguinhas de Campina Grande' vão continuar após morte de Maroca

Terça-feira, 27 de março de 2017
Irmã mais nova, Indaiá garantiu continuidade das 'Ceguinhas', na Paraíba.
Maroca morreu no sábado (26) decorrente de complicações de um AVC.
Poroca e Indaiá confirmaram que as Ceguinhas de Campina Grande vão continuar se apresentando mesmo depois da morte da irmã Maroca (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
A morte de Maroca, uma das “Ceguinhas de Campina Grande” levou  irmãs e parceiras no trio: Indaiá e Poroca. Nesta segunda-feira (27), elas garantiram que o grupo vai continuar fazendo suas apresentações, apesar de admitirem que vai ser difícil se acostumar a subir nos palcos sem a presença  da irmã.

As "ceguinhas de Campina Grande" ficaram conhecidas em todo o Brasil após o lançamento do filme "A pessoa é para o que nasce", do diretor Roberto Berliner, em 2004. As irmãs foram descobertas quando pediam esmolas nas ruas do Centro de Campina Grande. Viajaram por todo país em turnê e tocaram com personalidades da música, como o baiano Gilberto Gil, de quem receberam uma homenagem em uma de suas composições.

“Maroca era uma pessoa boa, a saudade que fica é grande, nós três éramos unidas e agora vamos continuar sem ela.” disse Indaiá. "Ela era boazinha, a gente não esperava que ela fosse agora, mas Deus quis levar. Nosso grupo vai continuar e vamos ter que nos acostumar a continuar sem ela", completou Poroca.

As duas irmãs estiveram presentes no velório e enterro de Maroca, que ocorreu no fim da tarde de domingo (26). Em vários momentos, elas receberam o carinho e solidariedade das pessoas que passavam pelo local para se despedir da cantora. O momento foi marcado por muita comoção e homenagens.

Maria das Neves Barbosa, que tinha 72 anos, morreu após uma complicação decorrente de um acidente vascular cerebral (AVC) e da diabetes, doença contra a qual lutava há alguns anos, de acordo com Walquíria Calisto, amiga que cuida de Maroca e de suas duas outras irmãs, Poroca e Indaiá.

Segundo informações da Walquíria Calisto, Maroca deu entrada no hospital na terça-feira (21) após sofre um AVC. Desde então, foi avisada pelos médicos de que o quadro clínico de Maroca era grave. “A gente sabia da gravidade, por isso conversei muito com as outras duas [irmãs]”, comentou.

O velório aconteceu na manhã deste domingo (26) na central de velórios Digna, no bairro do Cruzeiro, em Campina Grande. O sepultamento está marcado para as 17h, no cemitério do Monte Santo, na mesma cidade.
As Ceguinhas de Campina Grande ganharam fama e ficaram conhecidas no Brasil inteiro (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
A pessoa é para o que nasce
A gravação do filme começou em 1997 e terminou apenas em 2004, ano do lançamento. O documentário conta a história delas e como elas passaram a ser conhecidas após o lançamento. Com o dinheiro arrecadado na época da fama, elas conseguiram comprar a casa própria no bairro de José Pinheiro, também em Campina Grande.

Após sofrerem maus tratos de um parente, as irmãs decidiram procurar um novo lugar para morar. Foi quando as três passaram a morar com a cozinheira Walquíria Calisto, que era amiga de uma outra mulher que trabalhava na casa da filha de Maroca. Foi assim que Walquíria conheceu as três e, mesmo após a morte da mulher que cuidava delas, manteve contato com as 'ceguinhas de Campina Grande'.



Do G1 PB

Corpo de Dom Marcelo é velado na Catedral Basílica de João Pessoa

Terça-feira, 27 de março de 2017
Velório começou na manhã desta segunda, após homenagens em Guarabira.
Enterro vai ser na tarde desta segunda, na Catedral Basílica da capital.
Velório foi realizado na Catedral Nossa Senhora da Luz, em Guarabira (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)
Na manhã desta segunda-feira (27) teve início o velório do corpo de Dom Marcelo Carvalheira, arcebispo Emérito da Paraíba, na Catedral Basílica Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa. É o terceiro e último velório do arcebispo emérito antes do sepultamento, previsto para as 16h desta segunda-feira, na própria basílica da capital paraibana.

Dom Marcelo morreu na noite de sábado (25) aos 88 anos no Recife, onde morava há mais de 10 anos. A causa da morte não foi informada, mas, de acordo com Arquidiocese da Paraíba, dom Marcelo Carvalheira estava com a saúde debilitada, muito por conta da idade avançada. Ele morreu a caminho do hospital.

Antes de chegar à Paraíba, o corpo de dom Marcelo Carvalheira foi velado no domingo (26) na Catedral da Sé, em Olinda, Pernambuco. No final da noite de domingo, Dom Marcelo chegou à Catedral Nossa Senhora da Luz, em Guarabira, onde foi velado até o início da manhã desta segunda.

O vigário geral da Arquidiocese da Paraíba, monsenhor Virgílio Bezerra de Almeida, lamentou a morte do arcebispo emérito. “Agora, no dia da Anunciação, do Martírio de Dom Oscar Romero, Dom Marcelo faz sua Páscoa e no céu vai encontrar Dom Helder, Pe. Ibiapina e muita gente do povo de Deus”, afirmou.
Velório de Dom Marcelo Carvalheira aconteceu na Catedral da Luz, em Guarabira (Foto: Volney Andrade/TV Cabo Branco)

Biografia
Dom Marcelo Pinto Carvalheira nasceu no dia 1º de maio de 1928 no Recife. Arquidiocesano de Olinda em 1944. Em 1946 foi para a Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, onde cursou a Filosofia e a Teologia. Foi ordenado padre no dia 28 de fevereiro de 1953, em Roma. Dom Marcelo foi um dos mais importantes colaboradores de Dom Hélder Câmara. Durante o Regime Militar no Brasil, defendeu os líderes católicos perseguidos, sendo ele mesmo preso e torturado.

No dia 29 de outubro de 1975, o jovem padre Marcelo Pinto Carvalheira foi nomeado pelo Papa Paulo VI o Bispo Auxiliar da Arquidiocese da Paraíba, ficando sob sua responsabilidade a organização de uma nova Diocese no Brejo paraibano. Ele foi ordenado bispo no dia 27 de dezembro de 1975, pelas mãos de Dom Helder Câmara, Dom Aloísio Lorscheider e Dom José Maria Pires.

Dom Marcelo foi nomeado 5º Arcebispo Metropolitano da Paraíba após renúncia de Dom José Maria Pires. Dom Marcelo tomou posse em janeiro de 1995 e solicitou da Sé Apostólica a concessão do título de Basílica Menor à Catedral Metropolitana de Nossa Senhora das Neves. Em 1997, após reforma do templo, o título é concedido pelo Papa João Paulo II.

Entre 1998 e 2004, Dom Marcelo Carvalheira foi vice-Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Ao atingir a idade limite para o governo diocesano, Dom Marcelo solicitou sua renúncia e deixou a Arquidiocese da Paraíba no dia 5 de maio de 2004. No mesmo dia, Dom Aldo di Cillo Pagotto, então Bispo de Sobral (CE), para assumou a Arquidiocese da Paraíba. Após a renúncia, Dom Marcelo passou a morar no Mosteiro de São Bento, em Olinda, e posteriormente se mudou para o Recife.
Dom Marcelo Carvalheira foi arcebispo da Paraíba entre 1996 e 2004 (Foto: Rizemberg Felipe/Jornal da Paraíba)



Do G1 PB

domingo, 26 de março de 2017

Com 384 gols e 25 títulos, Falcão faz o seu último jogo oficial pela seleção

Domingo, 26 de março de 2017
Considerado o maior jogador de futsal de todos os tempos, camisa 12 completa 40 anos em junho e ainda deve fazer um evento festivo de despedida no 2º semestre. Craque tem 2 Bolas de Ouro Fifa
Tudo na vida tem início, meio e fim, inclusive os mitos. Considerado o maior jogador de futsal de todos os tempos, Falcão faz o seu último jogo oficial pela seleção brasileira neste domingo, às 10h, na Arena da Barra, no Rio. O adversário é a Colômbia, em duelo com transmissão ao vivo da Globo e do SporTV. Dono de duas Bolas de Ouro Fifa (2004 e 2008) e quatro prêmios de melhor jogador do mundo da Agla Futsal Awards (2004, 2006, 2011 e 2012), Falcão tem números impressionantes. Em quase 20 anos servindo à seleção, ele conquistou 25 títulos oficiais e fez 384 gols, número que o dá o status de maior artilheiro de todos os tempos em seleções nacionais dos esportes geridos pela Fifa (futebol, futsal e futebol de areia).

- Vai passar um filme na cabeça. Da primeira convocação até hoje. Por mais que nos últimos 20 anos você tenha feito isso várias vezes, vai ser diferente. A hora do hino, a saída do ônibus...tudo. Espero que seja marcante. Que eu esteja abençoado para brilhar e fazer o que a torcida mais gosta - afirmou Falcão.

Nascido em São Paulo em 1977, Alessandro Rosa Vieira iniciou a sua carreira no futsal defendendo o Guapira, clube da Zona Leste de São Paulo, em 1991. Sua incrível habilidade logo chamou a atenção do Corinthians, que o contratou no ano seguinte. A trajetória na seleção começou em 1998, aos 22 anos. Ao lado de Lenísio, Simi, Schumacher, o camisa 12 integrou a geração que disputou o Mundial de 2000, na Guatemala, e ficou com o vice-campeonato ao perder para a Espanha na final.
Falcão no Mundial de 2012: conquista da superação (Foto: Getty Images / FIFA)
Falcão disputou ainda mais quatro Copas do Mundo Fifa. Depois de um terceiro lugar em 2004, no Taipé, ele conquistou os Mundiais de 2008, no Brasil, e 2012, na Tailândia. Este último teve um sabor bastante especial para o melhor jogador de futsal de todos os tempos. Depois de sofrer uma séria lesão na primeira rodada e voltar a jogar no sacrifício, ele ainda foi acometido por uma paralisia facial na fase de mata-mata.

Mesmo com a limitação física, Falcão acabou sendo decisivo na vitória de virada por 3 a 2 sobre a Argentina nas quartas de final e ainda marcou um dos gols da final contra a Espanha - o placar também foi 3 a 2 a favor dos brasileiros.

- Aquele foi um momento difícil, que eu assumi a responsabilidade de continuar com a seleção naquele Mundial mesmo com a paralisia facial. Tive que tomar aquele decisão e escrevi uma história muito bonita - revelou Falcão em entrevista ao GloboEsporte.com, em 2014.

Em 2016, na Colômbia, Falcão disputou o seu último Mundial. Num ciclo conturbado, marcado por crises na Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) e longos períodos de inatividade da seleção, o Brasil acabou caindo diante do Irã nas oitavas de final, pior campanha do time verde-amarelo na história da Copa do Mundo Fifa.
Camisa 12 foi jogado para o alto pelos jogadores iranianos no Mundial da Colômbia (Foto: Guillermo Legaria/AFP) 
Mesmo eliminado, Falcão teve uma despedida de Mundias digna de mito. Apesar de eufóricos com a vitória nos pênaltis sobre o Brasil, os jogadores iranianos cercaram o camisa 12 após a partida e o jogaram para o alto. Emocionado, o craque mal conseguiu se pronunciar ao deixar a quadra.

- Minha história em Copas do Mundo acaba aqui. Espero ter deixado um legado. Me esforcei e me preparei para isso - bradou aos microfones das TVs com os olhos lacrimejando.

Após o Mundial da Colômbia, Falcão declarou que não jogaria a próxima Copa do Mundo em 2020, mas disse que estava disponível para servir à seleção ajudando na transição para a geração que disputará o próximo Mundial. Após a demissão de Serginho Schiochet, Falcão chegou a ser convocado pelo interino André Bié para os últimos amistosos de 2016.

Este ano, com PC Oliveira no comando técnico do Brasil, as partes optaram por encerrar o ciclo do jogador na seleção. A partida deste domingo será o último compromisso oficial de Falcão com a camisa verde-amarela. No segundo semestre, porém, a gestão da seleção deve realizar um evento festivo de despedida para o craque, que completa 40 anos em junho.

Falcão treina para a sua despedida na seleção brasileira (Foto: NR Eventos/Divulgação)

- Falcão é um jogador que precisa ser tratado como instituição, o maior de todos os tempos, mas estamos virando um ciclo. Você precisa dele para se montar um plano de negócios, e dentro da reestruturação você tem que saber aproveitá-lo respeitando tudo o que ele representa para o futsal. Temos que virar a página do futsal brasileiro da melhor maneira para todos - disse PC.

Brasil:
Tiago, Guitta, Luan, Neguinho, Nenê, Daniel, Leandro Lino, Lucas, Felipe Valério, Marcel, Arthur, Alex, Falcão, Deives, Rocha e Rafa. Técnico: PC Oliveira.

Colômbia:
William Torres, Camilo Reyes, Yulían, Jorge García, Camilo Vanegas, Angellott, Jesús Franco, César Román, Javier Ortiz, Jorge Cardona, Echeverry, Toro, Acevedo e Jhonatan Correa. Técnico: Osmar Fonnegra.

Principais números da carreira de Falcão pela seleção brasileira:
384 gols em jogos oficiais
Dois títulos mundiais (2008 e 2012)
Duas Bolas de Ouro Fifa (2004 e 2008)
Quatro prêmios de melhor do mundo da Agla Futsal Awards (2004, 2006, 2011 e 2012)



Por GloboEsporte.com, Rio de Janeiro

POLICIAL

GALERIAS DE FOTOS

ENTRETENIMENTO

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T