ULTIMAS NOTICIAS

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Douglas mita mais uma vez no Cartola e garante: "Com certeza melhor jogo da vida".

Segunda-feira, 10 de julho de 2017
Depois de 8 defesas difíceis nos últimos dois jogos, Douglas faz mais 8 apenas contra o Grêmio,(contando o pênalti) e garante sua invencibilidade como goleiro no Brasileirão 2017
Douglas, após pegar o pênalti de Edilson (Foto: Agência Estado)
Douglas estreou apenas na 10ª rodada pelo Avaí no Brasileirão. Aos 28 anos, aproveitou um erro grotesco do ex-titular Maurício Kozlinski contra o Fluminense para ganhar a posição. Hoje, demonstra a cada rodada, com louvor, que não deve perder a vaga tão cedo sob a meta avaiana.

Contra o Botafogo, no Nilton Santos, foi o cara do jogo ao lado de Joel - ele com 5 defesas difíceis e o camaronê com dois gols. Contra a Ponte, no último fim de semana,pela 11ª rodada, mais três defesas garantindo o empate no 0 a 0 dentro da Ressacada. E neste domingo, contra o melhor ataque da competição, nada mais nada menos que 7 defesas difíceis mais um pênalti, chegando ao terceiro jogo sem sofrer gols ao lado do Leão da Ilha - ele ainda não foi vazado na Série A.

- Creio que sim, pela grandeza do Grêmio, pelo ataque e pelo momento... Pelas dificuldades dos lances, com certeza o melhor jogo da minha vida – falou, após o apito final, ao repórter Eduardo Moura, do GloboEsporte.com.

Douglas tem os direitos ligados ao Corinthians. Foi emprestado ao Grêmio em 2016, mas divergências entre o clube paulista e gaúcho ao tratar de uma lesão levaram o goleiro de volta a São Paulo sem atuar nenhuma vez no Rio Grande do Sul. Este ano, o Timão mais uma vez o emprestou, desta vez para o Avaí (tinha feito apenas duas partidas nos seis primeiros meses). Na Ressacada, havia novamente ficado afastado por problemas clínicos.

Recuperado e com a camisa 01 garantida, as defesas nas últimas rodadas garantiram o sucesso do goleiro não apenas com a torcida do Avaí. Pelo Cartola, ele não cansa de mitar: contra o Botafogo fez 18,50 e garantiu a maior pontuação da rodada. Contra a Ponte fez 14,00 pontos no fantasy game, mantendo a média em alta. Neste domingo, contra o Grêmio, ele conseguiu ser melhor ainda: 33 pontos, a oitava melhor marca na história do Fantasy.

- Marca legal. A divulgação do game é muito interessante, vem divulgando nosso trabalho, mas a pressão também fica maior. Cheguei no vestiário agora e teve companheiro agradecendo que me colocou no Cartola, para ver o nível de competitividade do aplicativo. Fico feliz de ter deixado muitos que me escalaram felizes. Mas mais importante que saímos felizes com a vitória - falou à rádio CBN/Diáro, na zona mista, meia hora depois do fim do confronto.

Figura muito importante para a vitória, Douglas, porém, não deixou de dividir os méritos com os companheiros. Para o goleiro, todo o sistema defensivo foi importante para sua atuação. Apesar da zaga não impedir as 17 finalizações, segundo Douglas, impuseram dificuldade para os atacantes gremistas. Ele também lembra que para evitar a derrota, pode ter sido protagonista, mas para vencer é apenas mais um entre um grande elenco.

- Na verdade não consigo nem explicar, preciso rever o jogo, mas estava muito focado, apesar da pressão eu estava fazendo defesas com naturalidade, com tranquilidade. Muitos vão ver as defesas do Douglas, mas apesar de muitos cruzamentos, chutes, e ter feito muitas defesas, a maioria chegava mascada, a defesa obrigava um chute difícil e facilitava para mim. Não conseguiria sair vitorioso sozinho, então o grupo está de parabéns.
Douglas Friedrich foi o mais badalado pela imprensa após a partida (Foto: Eduardo Moura)
Mitando ou não mitando, o goleiro de 28 anos mantém os pés no chão. Agradece o apoio de todos e os elogios, mas tem o equilíbrio para saber que em algum momeno vai falhar (apesar de ter atuações perfeitas nos últimos 270 minutos em campo). O objetivo, depois de ajudar o Avaí a conquistar sete dos últimos nove pontos disputados, é tirar o time do Z-4 - atualmente ocupa a 18ª posição, com a mesa pontuação do 16º colocado, o Bahia.

- Amanhã ou depois não vou fazer uma partida tão inspirada, mas o grupo tem mostrado que a força é a unidade, todos buscando os objetivos do Avaí a cada partida. A gente trabalha para ser cirúrgico. Quem é goleiro não tem milésimos para errar, tem que tomar decisões rápidas, mas evidente que em uma sequência de jogos vou acabar tomando uma decisão errada. Evidente que vivo um bom momento, como toda equipe, e vamos procurar manter o maior número de jogos sem sofrer gol e se possível vencendo.



Globo Esporte

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T