ULTIMAS NOTICIAS

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Moradores usam tirolesa improvisada para atravessar rio, após cheia na PB


Quarta-feira, 25 de abril de 2018
Pessoas que moram em pelo menos cinco comunidades e um assentamento da zona rural estão sem acesso à cidade.
Solução encontrada pelos moradores para não ficarem isolados foi a construção de uma tirolesa (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
Após as chuvas terem ocasionado a cheia do Rio da Farinha, no município de Cacimba de Areia, no Sertão do estado, moradores tiveram que construir uma tirolesa improvisada para conseguir ter acesso à zona urbana do município. Isso porque a passagem molhada do local - uma estrutura submersa que permite o tráfego de veículos e pessoas mesmo com o aumento do nível da água do rio - foi rompida há cerca de três anos, de modo que a solução encontrada pelos moradores para não ficarem isolados foi a construção desta tirolesa. Pessoas que moram em pelo menos cinco comunidades e um assentamento da zona rural estão sem acesso à cidade.

De acordo com o presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais do município, Aldo Fernandes, quem não utiliza a tirolesa para fazer a travessia, se arrisca passando a pé, já que é impossível atravessar a cheia nos carros e motos.

“Fica muito difícil pra nossa comunidade. Nós moramos em Carnaúba dos Borges, e tem mais três Carnaúbas. Temos um assentamento com 100 famílias que dependem disso aqui. Temos um posto de saúde lá e os médicos não podem ir atender nossa comunidade. É muito difícil!”, lamentou o presidente.

O problema, que perdura há três anos, foi intensificado após as chuvas registradas entre os meses de março e abril terem aumentado o fluxo de água no Rio da Farinha, ocasionando a cheia do rio. Sempre que tem cheia no rio, os moradores usam a tirolesa. A estrutura tem ajudado trabalhadores e estudantes a chegarem na zona urbana.
Problema perdura há três anos e foi intensificado após as chuvas registradas entre os meses de março e abril terem aumentado o fluxo de água no Rio da Farinha (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
Em função disso, as aulas de duas escolas da zona rural estão acontecendo parcialmente. Jaqueline Xavier, que é professora de uma dessas escolas, não se arrisca a usar a tirolesa e está há cinco dias sem conseguir dar aulas. “De qualquer forma é prejuízo. Hoje seria dia de aula normal e eu não tenho condições de passar na tirolesa”, comentou.

O secretário de administração do município de Cacimba de Areia, João Batista, informou que a Prefeitura não tem recursos para fazer a obra da passagem molhada. Ele disse ainda que o problema das comunidades já foi pauta do orçamento democrático realizado pelo Governo do Estado e também que a Prefeitura está tentando recursos junto ao Governo Federal, mas que não há previsão para solucionar o problema.
Tirolesa improvisada tem ajudado trabalhadores a chegarem na zona urbana (Foto: Reprodução/TV Paraíba)



Por Rafaela Gomes, TV Paraíba

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T