ULTIMAS NOTICIAS

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Governo da PB exonera secretário executivo de turismo preso na 'Calvário' e secretário de educação

Quinta-feira, 10 de outubro de 2019
Secretário de educação foi alvo de mandado de busca e apreensão. A operação investiga desvios de recurso públicos da saúde.
Audiência de custódia de Ivan Burity, na Paraíba — Foto: Zuíla David/TV Cabo Branco
secretário executivo de turismo da Paraíba, Ivan Burity, preso na manhã desta quarta-feira (9) em uma nova fase da Operação Calvário, foi exonerado, a pedidos, pelo governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB). A exoneração foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (10). Além do secretário executivo de turismo, Aléssio Trindade, secretário de educação, também foi alvo de mandado de busca e apreensão e exonerado nesta quinta. A operação investiga desvios de recurso públicos da saúde.

O objetivo da quinta fase da "Calvário" foi cumprir 28 mandados, sendo três de prisão preventiva e 25 de busca e apreensão, em cinco estados. O diretor administrativo do Hospital Geral de Mamanguape (HGM), Eduardo Simões Coutinho, também foi preso por volta das 7h30.

Conforme publicação no Diário Oficial do Estado, Gilson Andrade Lira passa a ocupar o cargo de secretário executivo de turismo da Paraíba. Para o cargo de secretário de Educação e da Ciência e Tecnologia o governo nomeou Cláudio Benedito Silva Furtado.

No início da tarde desta quarta-feira, foi informado que Ivan Burity havia apresentado sua renúncia ao cargo de secretário executivo de turismo, mas a informação só foi confirmada nesta quinta-feira pelo governo do estado. Os diretores dos hospitais que foram alvo da operação foram afastados pelo governador da Paraíba. Em nota, a administração estadual informou que decidiu pelo afastamento imediato de todas as pessoas responsáveis pela administração do Ipcep.

Ivan Burity, secretário executivo de turismo da Paraíba, e Eduardo Simões Coutinho, diretor administrativo do Hospital Geral de Mamanguape, tiveram suas prisões preventivas decorrentes da 5ª fase da Operação Calvário mantidas após audiência de custódia. Com a decisão do juiz Adilson Fabrício, da 1ª Vara Criminal e diretor do Fórum Criminal de João Pessoa, eles vão ser transferidos para a penitenciária de segurança média Juiz Hitler Cantalice, no bairro de Mangabeira, na capital paraibana.





Por: G1 PB

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T