ULTIMAS NOTICIAS

domingo, 26 de janeiro de 2020

Tratamento gratuito melhora qualidade de vida de pessoas com Alzheimer em estágio leve, na PB

Domingo, 26 e janeiro de 2020
Tratamento oferecido em pesquisa da UFPB está previsto para iniciar no final de janeiro, com duração de 60 dias e frequência de três vezes na semana. Projeto ainda aceita candidatos.
UFPB oferta tratamento gratuito para pessoas com Alzheimer em estágio leve durante pesquisa — Foto: Divulgação / Laben-UFPB
A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) está promovendo tratamento gratuito para pacientes com sintomas ou diagnóstico de Alzheimer em estágio leve. Serão atendidos oito pacientes com idades superiores a 60 anos. O início do tratamento está previsto para ocorrer no final do mês de janeiro, com duração de 60 dias e frequência de três vezes na semana. O projeto ainda está aceitando candidatos.

O Laboratório de Estudos em Envelhecimento e Neurociências da Universidade Federal da Paraíba (Laben-UFPB) está realizando a pesquisa intitulada de Neuroestimulação e treinamento cognitivo na Doença de Alzheimer. As inscrições podem ser realizadas pelo telefone (83) 9 9994-7407, pelas redes sociais do Laben-UFPB ou pelo e-mail laben@ccs.uefb.br.

De acordo com a professora Suellen Marinho Andrade, a cada dois meses, oito pacientes serão acompanhados recebendo intervenção cognitiva e estimulação cerebral. "O objetivo da pesquisa é avaliar se a estimulação cerebral pode aumentar os efeitos da intervenção cognitiva e, com isso, estabilizar o estágio da doença por mais tempo, fornecendo maior qualidade de vida aos pacientes", explicou.

No tratamento será utilizado a TDCS, um instrumento de baixa intensidade, que induz mecanismos de neuroplasticidade. "O neuroestimulador é portátil, seguro e não oferece riscos à saúde dos pacientes. Consegue alcançar áreas do cérebro que foram danificadas pela doença", afirmou a professora.

De acordo com os pesquisadores, o instrumento pode ser capaz de proporcionar efeitos positivos e até trazer mais de qualidade de vida. Os pacientes que apresentarem melhoras significativas poderão continuar recebendo acompanhamento por mais um ano.





Por: G1 PB

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T