ULTIMAS NOTICIAS

terça-feira, 6 de agosto de 2019

Especialistas descartam possibilidade de Tsunami no Nordeste após Terremoto

Tea-feira, 06 de agosto de 2019
A notícia divulgada nas redes sociais nas primeiras horas da Manhã desta segunda-feira (05) apontavam a possibilidade das captais banhadas pelo Mar no Nordeste serem atingidas por um Tsunami causado por terremotos no Oceano.

Nesta Segunda (05) por volta das 00h:40 o terremoto que atingiu o Oceano Atlântico teve uma magnitude de 5,8 na escala Richter. O fato gerou pânico na internet, mas especialistas dizem que não traz risco de tsunami na região Nordeste do Brasil.

De acordo com o United States Geological Survey (USGS), o hipocentro do tremor foi registrado a 10 km de profundidade, a cerca de 1100 quilômetros de distância de Natal, no Rio Grande do Norte, e 730 km de Fernando de Noronha, em Pernambuco.

Apesar da magnitude do tremor de terra, o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) não registrou o evento. O último terremoto anotado na plataforma aconteceu na Grécia, às 9h do dia 8 de março.

Dado à proximidade com a costa do Nordeste brasileiro, o assunto se tornou o mais comentado dos Trending Topics do Twitter. Entre outras coisas, os internautas se assustaram com boato de que o terremoto pudesse ocasionar um tsunami nessas regiões.

Porém, de acordo com o LabSis, as chamadas falhas transcorrentes — movimentos direcionais provocados por eixos de maior tensão e maior tração na horizonta—, quando acontecem no meio do oceano, mesmo em grandes magnitudes, não provocam tsunamis.

Segundo o professor da USP, o tremor aconteceu a dorsal meso-oceânica, onde ocorre um processo contínuo de criação de litosfera oceânica (as placas tectônicas) – esses locais possuem falhas que acomodam a movimentação.

“Como o lugar habitado mais próximo em geral está muito distante — mais de 500 quilômetros —, eles acabam não sendo sentidos, apenas são registrados por equipamentos”, explicou Bianchi. “Da forma como ocorreu, este sismo não é uma ameaça a ser considerada para gerar um tsunami no Atlântico.”

De acordo com o especialista, apesar da magnitude ser superior ao que geralmente acontece em território brasileiro, ainda é muito baixa para ocasionar um tsunami. “No Chile, por exemplo, sismos com essa magnitude acontecem quase que semanalmente.”





Por redação TV Cariri

Perfil de ""

Formado em radialismo,Cursou A FUNETECE,Ensino médio Completo,E-mail: radialistasergiothiago@gmail.com.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 PORTAL CONTINENTAL
Design by | T